Mensagem de uma professora do Colégio Arautos

Reproduzimos aqui um texto que acabamos de receber, escrito por uma professora do Colégio dos Arautos:

***

“Há homens de juízo temerário, detratores, maldizentes, murmuradores, suspeitosos do que não veem, procurando acusar o que nem mesmo suspeitam. Contra gente assim, o que nos resta a não ser o testemunho de nossa consciência?” (Santo Agostinho)

Que Santo Agostinho me perdoe, mas diante de serpentes como as que ele descreve, além do “testemunho de nossa consciência” cabe uma refutação que esclareça consciências alheias desprovidas de pressupostos. É o que me proponho a fazer no caso em questão.

Quase não acreditei quando uma mãe me disse:

Professora, a sra. viu a nova calúnia? Agora, aquele pessoal está dizendo que o Colégio Arautos não é internacional… Coitados, que ignorantes. Quem disse para eles que esse é um colégio internacional?

De fato, precisei concordar com aquela mãe de boa-fé, pois não existe um Colégio Internacional chamado Arautos do Evangelho, mas sim um Colégio que tem o nome de Arautos do Evangelho-Internacional. É transparente como a água e sabido por todos: o internacional não se refere ao currículo do colégio, mas sim à origem de seus alunos. Afinal, são estes de várias nações, ou não são?

Por acaso, quem se forma na Universidade Ítalo-Brasileira ficará ofendido se precisar convalidar seu diploma na Itália? Ou quem passa por uma consulta no Hospital Sírio-Libanês se sentirá lesado por não ser atendido por um médico oriental? Tenha paciência, essa loucura já passou de qualquer limite! É evidente a intenção de confundir quem lê esse monte de calúnias sem os devidos pressupostos.

O relacionamento entre pessoas de várias nações proporciona uma formação mais ampla, não só no que diz respeito aos idiomas, mas sobretudo às várias culturas. Essa sempre foi a proposta pedagógica do Colégio Arautos do Evangelho-Internacional, não outra.

Como professora do Colégio Arautos há anos, sou testemunha de que NUNCA alguém foi nele matriculado com a promessa de cursar o ensino fundamental ou médio sob um regime internacional, nem mesmo com a perspectiva de aulas bilíngue ou de intercâmbios.

Fico pasma também com a gratuidade das calúnias postadas em comentários pelos detratores que compõe essa quadrilha de anti-arautos – propositadamente, não os chamo de seita como muitos o fazem, pois é evidente a organização criminosa com o objetivo de atentar contra a boa fama alheia: “Um currículo totalmente desalinhado com o currículo nacional”; “Livros didáticos que são substituídos por apostilas.”; etc.

Daqui para a frente já não falo mais como professora do Colégio Arautos, mas como Gestora Escolar, função que exerço na rede pública de ensino: Atualmente, o que rege a construção de um currículo escolar é a BNCC, não a adoção deste ou daquele livro didático ou apostila.

Explicando melhor para quem não sabe nada sobre o assunto, a BNCC é um documento que esclarece o que todas as crianças e jovens têm direito a aprender nas escolas. Já o currículo é o caminho escolhido pela escola para garantir esses direitos e objetivos; são as propostas e estratégias para guiar o que acontece em sala de aula. O currículo é algo vivo, não um documento guardado em arquivo.

Agora me respondam, “sábios” difamadores, com que conhecimento de causa vocês acusam um colégio de não utilizar este ou aquele “livro didático” e sim “apostilas”?

Enfim, embora fosse minha intenção abordar calúnia por calúnia, o tempo não me permite. Afinal, preciso trabalhar para ganhar o pão de cada dia, ao contrário do que fazem estes que dedicam horas às injúrias, calúnias e difamações.

16 comentários sobre “Mensagem de uma professora do Colégio Arautos

  1. Soy ex-alumna del colegio Arautos do Evangelho – Internacional, luego regresé a mi país a cursas una carrera profesional en una de las universidades más importantes de mi país, y gracias a todo lo aprendido en el colegio pude graduarme en los primeros puestos de mi facultad. Estoy agradecida con todo el bagaje cultural que se me brindó en el colegio! Actualmente soy psicóloga, especializada en el ramo de la educación, y como profesional, doy fe totalmente de que los métodos y las enseñanzas que brinda esta institución escolar, es de la más recomendable para una formación integral, tanto en un desarrollo cognitivo como moral.

  2. Acredito que essa calúnia foi motivada por inveja! Alguns dos integrantes do site “ex-arautos” tinham um colégio e perderam. Agora estão tentando montar um outro. Era um grupo pequeno que ficou menor ainda. Tem que avisar para os integrantes desse “grupinho” para que o último ao sair, apague a luz.

  3. Conheço o trabalho desenvolvido pelo Colégio Arautos do Evangelho e a professora descreveu a seriedade da Equipe com o Currículo e sua aplicação pedagógica à comunidade escolar. Parabéns Professora em utilizar seu precioso tempo nesse esclarecimento.

    1. Parabéns, isso é ser uma verdadeira professora autentica sabia e corretíssima,os anjos estarão contigo e nossos fundadores também Nossa Senhora e toda corte celeste .
      Que sejam formados pela senhora muitas professoras e professores …”Estamos precisando…

  4. Trabalho em uma escola pública,e minha filha é coordenadora de um dos colégios Arautos do Evangelho. As duas escolas seguem o BNCC, o que faz a diferença é a disciplina que os alunos dos Arautos do Evangelho tem.
    Nunca ouvi falar que um aluno do Colégio Arauto tenha agredido professores ou funcionários. Eles são modelos a seguirem.

  5. Quisera todas as professoras fossem assim, garanto que o futuro da nação estaria garantido em relação à EDUCAÇÃO, MORAL E CÍVICA. Quem não concorda deve gostar de baderna…

  6. Disse nosso Senhor porei ódio entre a descendência da Mulher e a da serpente nós somos da Mulher. Salve Maria!!!!

  7. Eu não li o texto difamador, logo, tomei o texto da professora não como resposta, mas como explicação. Como sou do ramo, posso dizer que o texto é tecnicamente muito bom e está muito claro.
    Pérola para porcos. Enfim…

  8. Parabéns à professora que deu excelente resposta. Estes invejosos ficam criticando ao invés de fazer melhor. Parecem esquerdistas, ou protestantes enrustidos.
    _Ah, ia me esquecendo: “NÃO SE ATIRA PEDRAS EM ÁRVORE SECA”. Sinal de que os Arautos do Evangelho estão produzindo ótimos frutos e em grande quantidade, incomodando o “vizinho” que nada produz de agradável ao “paladar” dos Santos.

  9. O que mais impressiona, nem é o tempo que esses energúmenos se dedicam nas calúnias e difamações, afinal vivem de que? Não trabalham não? Como pode alguém acreditar, seguir e sustentar tais burrices? Basta um pouquinho para derrubar esses absurdos, e mesmo assim continuam batendo nas mesmas teclas… É igual discutir com protestante ou com um poste.

    1. O grande problema dessa ” organização criminosa” é que acharam que os Arautos do Evangelho era trampulim para suas filhas crescerem na vida profissional, e quando descobriram que la o objetivo e salva almas ( levar pessoas para o céu), o que para elas não importa, se decepcionaram e resolveram destruir com calúnias e difamações.

  10. Esses ex arautos devem estar morrendo de inveja dos alunos do Colégio Arautos Internacional, pois escola de qualidade como essa é raríssimo de encontrar hoje em dia.

  11. Essa professora tem total razão ao dizer que “o currículo é algo vivo, não um documento guardado em arquivo”. O fato de existir uma ‘matriz’ geral não é impeditivo para que a escola possa ter seu método.

    Enfim, o problema é que essas pessoas que hoje atacam os arautos parecem ter algum tipo de vírus no cérebro por onde tudo para elas é a ‘letra’, é o papel, o registro’.

    Desde a época da divisão na TFP (‘estatutos’ acima de tudo e todos), passando pelas acusações atuais (não pode rezar para quem não é canonizado, arautos não são uma ‘ordem’), tudo não passa de diferentes facetas de uma mesma ‘burro’cracia inspirada diretamente pelo inferno, exatamente como no julgamento de Cristo, ocasião em que, de uma hora para a outra, os fariseus resolveram se fingir de fieis seguidores das leis romanas, não por amor à lei, mas sim para destruir quem eles odiavam. Tentam aplicar a regra escrita com uma finalidade diversa daquela para a qual foi feita. Claro que, ao final, o tiro sai pela culatra. Uma hora chega a fatura…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.